domingo, 25 de junho de 2017

Eu amo o Tempo!

Amigos e amigas, eu amo o Tempo!

Além de fiel parceiro, me ensina que a perseverança é muito importante e que nada conseguiremos na vida sem ela.

Para aprender violão, há necessidade de horas de estudos diários. O que é o estudo para o violonista, é a perseverança para qualquer outra atividade.

O Tempo me encoraja e me faz forte para não esmorecer diante dos obstáculos diversos. Reajo sempre com todas as forças que ele me dá e me faz acreditar na beleza da vida!

Essa foi a minha 4ª ida ao Pico do Cabugi. Em 04/06/2017.
(Foto: Rubens Medeiros).

Amigos e amigas, bom domingo e uma ótima semana!


domingo, 18 de junho de 2017

Monografia

Cineasta recebeu escritor

No último sábado 17.06.2017, por volta das dez horas o cineasta Carlos Tourinho recebeu em seu apartamento localizado no bairro Tirol em Natal, capital do estado do Rio Grande do Norte, o escritor e médico psiquiatra Epitácio de Andrade Filho, como aluno concluinte do curso de especialização em cinema - UFRN 2017 havia solicitado o apoio para elaboração final de sua monografia Jesuíno Brilhante, O Cangaceiro Potiguar no Cinema Nacional.

Epitácio Andrade entrega A Saga dos Limões a Tourinho 

Gentilmente, Carlos Tourinho que foi o diretor de fotografia do filme Jesuíno Brilhante, o cangaceiro tem disponibilizado seu acervo para a historiografia do cinema potiguar.
                   
Epitácio e Tourinho assistem a Jesuíno 

Vale do Açu na cena

O trabalho monográfico recebe a orientação do professor pos-doutor Alex Beigui.

Alex Beigui e Epitácio

Entre as referências bibliográficas estão dissertações de mestrado:

- Lugares de memória: Jesuíno Brilhante e os testemunhos do cangaço nos sertões do oeste potiguar e fronteira paraibana. - Lucia Maria de Souza Holanda

- "Mão branca" em cena: dramaturgia e violência no mito urbano. - Tatiana de Morais Barbosa

Dissertações 

PS - matéria transcrita do blog Cosmogonia de Epitácio Andrade

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Feliz Dia dos Namorados!

E neste 12 de junho

Que é Dia dos Namorados,

Se alguém tem amor por mim

É só mandar recados,

Que ainda hoje mesmo

Nós vamos estar casados.


Embaixo das Estrelas (Dudé Viana e Wagner Soeiro), música gravada inicialmente por Dudé e Maria Zenaide no LP "Embaixo das Estrelas"(1987) e regravada por Dudé no CD "Violas e Cantigas" (1997).

sábado, 10 de junho de 2017

Clipe de "Pense Somente em Brilhar" no Pico do Cabugi

Pense Somente em Brilhar
(Dudé Viana)

Todo homem precisa de espaço
Uma caneta e um pedaço de papel
Correr o mundo escrever a sua história
Cantar na chuva olhando para o céu.

Quem sou eu? Quem é você?
De onde viemos e para onde iremos?
Quem é o dono da verdade?
Não sou eu, nem é você!
Não sou eu, nem é você!

O tempo não para na estrada
O vento bate à porta
Mas você não quer acordar
Amigo não pense demais.

Corra, não pare e não morra...
Pense somente em brilhar.

Corra, não pare e não morra...
Pense somente em brilhar
Brilhar, brilhar.


Publicado no Youtube em 10 de junho de 2017

Música: Pense Somente em Brilhar (Dudé Viana), clipe gravado em 4 de junho de 2017 no Pico do Cabugi, município de Angicos/RN, mais precisamente, no terreiro de Lajes/RN. Com Dudé Viana (voz e violão) e participação de João Maria D'arc (recriando o personagem da música). Filmagem e edição: Rubens Medeiros.

Esta é a 4ª vez que Dudé Viana sobe no Pico do Cabugi, é seu 3º clipe gravado no Vulcão Adormecido. Desta vez com a mata verde.

Visite o Cabugi, mas tenha cuidado que há perigo de vida!

1º aceite seus limites;

2º se tem medo de altura não prossiga;

3º tenha muita atenção e equilíbrio.

Para você se inspirar e deixar seus dias mais encorajados a enfrentar os obstáculos de que ninguém está livre, “Pense Somente em Brilhar” foi composta e gravada por Dudé Viana no CD “Violas e Cantigas” (1997), agora a pedidos de amigos ele fez este clipe para o Youtube.

                                        Foto: Rubens Medeiros
Dudé Viana no início da subida ao Pico do Cabugi

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Cantaria

A Arte da Cantaria em Patu - Epitácio Andrade e Rômulo Gondim

                                                        Foto: Rafael Soares
Base e Coluna do Busto de João Carlos na praça do mesmo nome em Patu/RN

Nos anos finais da década de 60 e iniciais da década de 70 do século XX, ocorria a "corrida espacial". Na serra do Lima, na zona rural de Patu, começava um projeto arquitetônico de uma basílica que reproduziu o formato de uma cápsula espacial, assentada numa base na arte da cantaria, que consiste na arte de lavrar rochas.
Fachada frontal da Casa Paroquial de Patu



Pátio da igreja de Patu

Corrida espacial em cantaria

O mestre Zé Pernambuco que chegou em Patu nesse período foi o grande personagem dessa epopeia cosmogônico que resultou na construção do santuário da serra do lima.

Zé Pernambuco e a Arte da Cantaria
                     
Pintura do Santuário do Lima

Artigo fotojornalístico: A Arte da Cantaria em Patu - por Epitácio de Andrade Filho (médico e escritor) e o professor Rômulo Gondim (graduado em Comunicação Social pela UFPB).

Fonte: blog Cosmogonia do Epitácio Andrade

domingo, 4 de junho de 2017

Dudé Viana grava clipe de 'Pense Somente em Brilhar' no Pico do Cabugi

Na manhã de hoje, atendendo a vários pedidos de pessoas amigas, subi no Pico do Cabugi e gravei a música 'Pense Somente em Brilhar'. Foi a minha quarta ida ao Pico do Cabugi e o meu terceiro clipe gravado lá. Estou nestas fotos com o cinegrafista Rubens Andrade Medeiros e o nosso apoio técnico João Maria D'arc. Aguardem a edição. Valeu, amigos!

Dudé Viana no topo do Pico do Cabugi

Dudé Viana e o cinegrafista Rubens Andrade Medeiros

Dudé Viana e João Maria D'arc, 

Dudé Viana fez uma selfie com Rubens Medeiros e João Maria recolhendo lixo deixado por visitantes...

Rubens Medeiros e João Maria recolhendo lixo deixado por visitantes...

Uma selfie dos três parceiros desse trabalho de grande valor histórico e cultural.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Dudé Viana - Semblante - Part. Marconi Branco - Canto do Mangue


Publicado no Youtube em 31 de maio de 2017

Música: 'Semblante' (Dudé Viana e Roberto Homem), vídeo clipe gravado no Canto do Mangue, Rocas, Natal/RN, em 28 de maio de 2017. Com Dudé Viana (voz e violão) e Marconi Branco (violão de apoio).

Agradecimentos:

João Filho

Gilson Soares

Jussiara Soares

Filmagem: Jardia Maia

Edição de vídeo: Pedro Wlgerlhes.

SEMBLANTE
(Dudé Viana e Roberto Homem)

Quando li no seu semblante
Que o fim tinha chegado
Entendi, naquele instante:
Nosso caso era passado
Quis seguir o meu destino
Degustar o que me resta
Fui amar e ser amado
Ser feliz na minha festa

Eu senti as mãos tão frias
Congelei meus pensamentos
Me liguei nas alegrias
Foram tantos os momentos...
Perdi tudo o que não tive
Sua vida, nossa história
Mas paixão não sobrevive
Quando apaga da memória
Perdi tudo o que não tive
Sua vida, nossa história
Mas paixão não sobrevive
Quando apaga da memória

Siga em paz o seu caminho
Minha vida não lhe importa
Já não quero o seu carinho
Vá bater em outra porta
Fico em paz no meu quadrado
Rogo o bem pro seu futuro
Vou amar, mas sendo amado
Com você não me misturo.