quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Dudé Viana é homenageado no ll Seminário Internacional Encontro das Américas

Amigos, desde a última sexta-feira (02/12) que a exposição II SEMINÁRIO INTERNACIONAL ENCONTRO DAS AMÉRICAS está sendo um sucesso na Pinacoteca Potiguar! Rica na produção de fotopoemas com vários artistas potiguares, na qual sou um dos homenageados em foto de Marcos Cavalcanti e poema de Cláudia Borges. Muito grato a ambos e a Ozany Gomes - SPVA! E ao poeta Gélson Pessoa, por essa minha foto em frente à galeria.Valeu, amigos!


segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Antônia Ayres Carneiro - Missa de 1 Ano de Saudades

Eu e meus irmãos sentimos muito a sua falta, mas os seus ensinamentos nos fazem fortes e compreensivos a essa dor terrível... Você foi uma grande guerreira que construiu sua história com caráter e sentimentos verdadeiros! Isso ninguém vai tirar de nós, não importa o tempo, sempre lembraremos disso!
Obrigado por tudo, mãe, por todos os abraços, por todos os conselhos, obrigado também por você ser a mãe que era, jamais esqueceremos! E com certeza o bem que fizeste durante toda sua vida terrena está sendo visto por Deus.Valeu, mãe!

Antônia Ayres Carneiro (15/06/1926 - 03/12/2015).

Antônia Filha, Gesamar Benevides, Gelça Oliveira, Dudé Viana, Raimundo Benevides e Raimunda Neta.

Missa de 1 ano de saudades realizada na Capela de Nossa Senhora da Conceição, em Felipe Camarão, Natal - RN, domingo, 4 de dezembro de 2016.

domingo, 27 de novembro de 2016

Dudé Viana e amigos no Vuco Vuco do Pium

Na tarde de ontem, sábado (26), o cantor e compositor Dudé Viana, o poeta Rariosvaldo Oliveira e a atriz Eliene Albuquerque participaram do evento realizado pelo Instituto Pium em parceria com a Pousada Conquistador e o Coletivo Me Ensina A Fazer Renda, que produziu mais um encontro de confraternização, comercialização criativa, solidária e colaborativa. Vuco Vuco, feira mix, Pium/RN.


A atriz Eliene Albuquerque em cena acompanhada por Dudé Viana ao violão e Rariosvaldo Oliveira fotografando.

Dudé Viana

Poeta Rariosvaldo Oliveira recitando seus poemas...


 


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Só um pouquinho do Círculo Natalense do Cordel

De 16 a 19 de novembro, de quarta a sábado da semana passada, aconteceu em Natal a primeira edição do Círculo Natalense do Cordel. Um evento feito com pouco investimento financeiro, mas com esforço humano de sobra e por isso alcançou grande sucesso de público e de crítica. Contou com a participação de vários poetas do RN e dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Paraíba e Ceará, entre outros, e no encerramento teve show do cantor e compositor Dudé Viana e de outros nomes da música.

Todos da produção estão de parabéns! (O crédito das fotos: Rubens Medeiros).

Cartaz

O cantor e compositor Dudé Viana e Mazinho Viana na rabeca



O poeta Jadson Lima, o músico Mazinho Viana e o cantor Dudé Viana

Venda de cordéis...

Os poetas Varneci Nascimento e Nando Poeta, e as mulheres no cordel, a presença feminina no cangaço...





Pinacoteca Potiguar

O poeta mirim Davi Lima

Varneci Nascimento 


 
Forró Buliçoso

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Sarau "Café com Poesia" da Casa do Cordel - sábado (19) Dia do Cordelista

A Casa do Cordel, de Natal - RN, neste 19 de novembro, data em que se comemora o Dia do Cordelista, em mais um ano de luta e o seu tradicional sarau "café com poesia". Com vários poetas, estudantes da UFRN e o cantor e compositor Dudé Viana. (O crédito das fotos: Gélson Pessoa).

A Casa do Cordel ficou assim lotada, com poetas e estudantes da UFRN

Abaeté do Cordel, Dudé Viana e estudantes da UFRN


O poeta mirim Davi Lima com o poeta e pesquisador do cangaço Kydelmir Dantas

Poetas: Hélio Gomes Soares, Tamires Macena, Dudé Viana, Kydelmir Dantas, Jadson Lima, Davi Lima e Abaeté do Cordel

A poetisa Jardia Maia com Dudé Viana...

Na hora de cantar com Dudé Viana, Hélio Gomes e Jadson Lima...

Na hora da poesia com Helio Gomes, Abaeté do Cordel e Rosa Régis...






Roda de poesia com: Jadson Lima, Abaeté do Cordel, Kydelmir Dantas e Rosa Régis...

Gélson Pessoa, poeta e autor destas fotos, com Kydelmir Dantas, poeta e escritor do cangaço.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

"É de Maré" homenageando os 100 anos de samba

Há mais de um ano o produtor cultural João Eudes vem trabalhando nas ruas de Natal com o programa cultural ´"É Só Pra Dar Um Toque", no qual muita arte desde o erudito ao popular e de todos os gêneros já foram mostrados ao público que a cada dia vem prestigiando o seu trabalho feito no peito e na raça. Agora com mais uma homenagem, João Eudes está apresentando "É de Maré" homenageando os 100 anos de samba, e em uma alusão às periferias do Brasil, onde aparentemente só se vê tristeza... no entanto, com um estudo mais aprofundado, a beleza desses lugares realça.

É de Maré, trabalho que João pretende lançar em CD com sete cantoras e seis cantores em 14 de março de 2017, Dia da Poesia, pela primeira vez está sendo apresentado ao público nesta quinta e sexta, 17 e 18 de novembro, ontem foi na Avenida Rio Branco e hoje será apresentado na Rua Princesa Isabel ao lado do Café São Luiz, Cidade Alta.





É DE MARÉ

I

Quando essa maré passar,

Vou te levar em Igapó,

Ir lá no Tatuzinho,

Dançar o meu Sirimbó,

Ir de lá do Amarante,

É de Buzu ou de Trem,

Vamos curtir um Arrocha

No Plaza do Santarém.

II

É bom, é no Vale Dourado,

No Bar das Malvinas,

Na nossa linda Redinha,

Um caldo, uma Loira Gelada,

Uma guaiúba frita, uma caipirinha

É Gabi Morena quem diz:

Deixe as mágoas pra depois,

Vamos dançar Anos Sessenta

No famoso Quintal Dois.

III

Mãe Luiza se modernizou,

Tem um Drive do Caribe,

Tem um Rarus Randevu,

Tem a pureza da mata

Tem a brisa do mar azul,

Tem sambista, tem orquestra,

Tem uma linda seresta,

Com a cantora Vera Lu.

IV

Ponta Negra é beleza

No bar 154, na Rua Manoel Congo,

Uma boa peixada, gentileza,

E aperitivo de monta,

Na Rua da Floresta a passarada

Na Gameleira se encontra,

Iluminando o desfile

De lindas negras de Ponta.

V

Soledade tem o Jota - Jota

Onde o churrasco é completo,

Feijão branco arrumadinho,

Com suco de cajá e gelo picadinho,

Aí, é convencer a garota,

Segurar bem na mão da menina

E arrastar um Pé de Serra

No Virgulino do Santa Catarina.

VI

Brasil Novo é bacana

No Terreiro de Pai Edu,

Você limpa sua aura

E cura suas mazelas

Em Nossa Senhora da Apresentação,

Ninguém fica de bobeira,

Vamos dançar tambor de Congo

No terreiro de Sara Macumbeira

VII

Nossa Esperança presente,

Com o Vinte Quatro Horas,

Onde otário não vacila,

Nem mané pisa na bola,

Onde a cabrocha paquera,

Malandro logo sossega

Remédio para desamor

É um bom vinho do Porto,

E uma boa música brega.

VIII

Lagoa Azul expande o seu encanto,

Pompéia vive os seus ótimos dias,

Se misturar Funk e Forró

Vira João vira Maria,

Malandro não desespera,

Piriguete não fica brava,

Forró quente é o de Zé Badalo

Feijão gostoso é do Bar da Fava.

IX

Cachaça boa é no Canto do Mangue,

No boteco de seu Arnô,

Que aceita Gravação-Reclamação

E da rapaziada tem dó;

Nas Rocas, ´´Samba em Berlim’’ tem endereço,

Lá no bar de Bororó,

Maruim e Areiado a paisagem tem apreço,

A Pátria lhe dá um Passo

Pra você não ficar só.

X

Pajuçara, na Rua Principal

Tem o Bar dos Metidos a 21,

Onde a dona é muito bela,

E a garçonete bem comum,

Você fica bem a vontade,

E pouco tempo espera,

Ela grita desce uma gela,

Que agora mesmo chegou mais um.

XI

Bar da Viúva para os Peias-Mole,

Aplausos para o Vira-Mexe,

Na estrada da Redinha,

Palmas para o Bar de Deusa,

Palmas para o Bar da Ciganinha,

Palmas para o Bar do Pirão,

Onde o Karaokê é uma festa,

Sofrença só é gostosa

Se for no Bar da Seresta.

XII

Meu Leningrado amado,

Criou o Bar da Limpeza

Onde o Rabo de Galo tem fartura,

E a feijoada tá na mesa;

Parque das Dunas é maravilha

Vou convidar Nicinha e Maroca

Parque das Dunas é Maravilha

Para acabar com a Ressaca

Na segunda do Bar de Doca

Vou convidar Nicinha e Maroca

Para acabar com a ressaca

Na segunda, no Bar de Doca.

XIII

Meu benzinho, minha querida

Não fique tão triste assim,

Vamos ficar de boa

No Forró de Zé da Ladeira,

No Forró de Papaim

Eu na minha você na sua,

Vamos vexado, vamos de pinote

Vamos pro Forró da Lua,

Vamos pro Forró do Pote,

Vamos curtir esse barato,

Vamos para Ceará Mirim

Vamos pro Forró do Mei do Mato.


João Eudes, 14 de março do ano 2015.

João Eudes ladeado pelos cantores e compositores João Mendonça e Dudé Viana

sábado, 12 de novembro de 2016

Dudé Viana com a Casa do Cordel na Expotec 2016 do IFRN e com Gélson Pessoa na Livre TV

Nesta quarta e quinta, 9 e 10 de novembro, o cantor e compositor Dudé Viana e a Casa do Cordel participaram da Expotec 2016 do IFRN Central em Natal-RN. Com participação de vários artistas entre cantores e poetas. E Dudé Viana com o poeta Gélson pessoa estiveram nesta sexta-feira (11) no programa "Conversa da Hora" da Livre TV, ao vivo, com o cantor e apresentador Sérgio Luiz. web www.livretv.com (Com reprise às 23h)

Dudé Viana no primeiro dia (quarta) no IFRN

Com o poeta Abaeté do Cordel - diretor da Casa do Cordel

Com a estudante cantora Mirella Bárbara
                                      
                               Dudé Viana no segundo dia (quinta) no IFRN

Dudé Viana e estudantes apreciadores da boa música...

O músico/compositor Mazinho Viana

Mazinho Viana e a estudante cantora Mirella Bárbara

Mazinho Viana e a cantora Regina Casa Forte

Dudé Viana e o poeta Abaeté do Cordel

Entrevista de Dudé Viana à TV do IFRN

Mazinho Viana e Dudé Viana

O poeta Abaeté do Cordel

Mazinho Viana e o poeta Zé Martins


A atriz/musicista Águeda Ferreira da Silva

Mazinho Viana e a cantora Regina Casa Forte




O cantor Netinho de Natal

Netinho e banda...


O professor Lerson Fernando Maia (sentado)

O cantor e compositor Leão Neto

Dudé Viana e o professor Lerson Fernando Maia assistindo o show dos amigos...

Mazinho Viana fala à TV do IFRN


Sexta-feira (11) Dudé Viana, Gélson Pessoa e Sérgio Luiz no programa "Conversa da Hora" Livre TV  web www.livretv.com