quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Leila Rosana faz um Dia de Festa!



No último dia 28 de janeiro, Leila Rosana, comemorou o seu aniversário em alto estilo. Começou com um almoço no badalado Restaurante Farol Bar, na Praia de Areia Preta, em Natal, com parabéns no início da noite em seu apartamento na Praia do Meio.


Além de amigos potiguares, Leila recebeu amigos e familiares do Rio de Janeiro e do Amapá, como o Ilustre advogado  amapaense Caleb Garcia Medeiros, entre outros. Eu que já cheguei quase no final do dia, ainda pude curtir o aconchego dos parabéns com esta gente que tanto gosto!


Leila Rosana Medeiros, bibliotecária pela UFPA, nasceu em Belém do Pará, mas criada  em Macapá, é funcionária do Ministério da Agricultura - transferida para Natal onde mora e trabalha.
                                                      Foto: Caleb Garcia
O advogado Caleb Garcia e Leila Rosana.


As amapaenses Liliane (de bebê), Lilian e o carioca Renato.
                                                                              Foto: Caleb Garcia
 Liliane (de bebê), Lilian e Renato.


Tião Gurgel, Liliane, Lilian, Jéssica (em pé), Leila Rosana, Ceuzita, o carioca André e a potiguar Neta Gurgel.
                                                          Foto: Caleb Garcia
Tião, Liliane, Lilian, Jéssica (em pé), Leila, Ceuzita, André, Neta


Liliane (de bebê), Lilian, Renato, Jéssica (em pé), Leila Rosana, Ceuzita...
                                                   Foto: Caleb Garcia
                                         Liliane (de bebê), Lilian, Renato, Jéssica (em pé), Leila Rosana, Ceuzita...


Liliane (de bebê), Leila Penafort, Lilian, Renato, Jéssica (em pé), Leila Rosana, Ceuzita...
                                                       Foto: Caleb Garcia
                                  Liliane (de bebê), Leila Penafort, Lilian, Renato, Jéssica (em pé),
                                           Leila Rosana, Ceuzita...


A estudante Kadhidja Gurgel, Gina Benevides, Caleb Garcia e Neta Gurgel
                                                          Foto: Caleb Garcia
                                            Kadhidja Gurgel, Gina Benevides, Caleb Garcia  e Neta Gurgel.


O estudante Pedro Gurgel e sua mãe Ridália Benevides
                                                             Foto: Caleb Garcia
                                                   Pedro Gurgel e Ridália Benevides.


Gina Benevides, Caleb Garcia, o empresário Ximbinha Gonzaga e seu filho Pedro Gurgel.
                                                             Foto: Caleb Garcia
                                                       Gina, Caleb, Ximbinha e Pedro.

Caleb Garcia ladeado pelas primas Gina Benevides e Ridália Benevides.
                                                         Foto: Caleb Garcia
Gina, Caleb e Ridália.

Agora estamos no apartamento de Leila Rosana, e como já disse que cheguei no final da festa, mas ainda deu para participar do aconchego dos parabéns à minha prima, que me deu muita força no lançamento da 2ª Edição do nosso  livro "A Saga Benevides Carneiro", no final de 2010.

Foto: Caleb Garcia
Dudé Viana com a prima Leila Rosana

 Esta é Leila Penafort, uma jovem amapaense com grandes virtudes, que adorei conhecer. Para mim -  amizade sincera é amor que não morre nunca!
                                                                  Foto: Caleb Garcia
Dudé Viana e Leila Penafort

Caleb Garcia Medeiros, natural de Santana-AP, foi Oficial da Marinha de Guerra do Brasil; Graduado Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Amazonas. Ex-delegado de Polícia do Amapá; Procurador do Município de Macapá e advogado militante na área de direito público, em especial assessoria às Câmaras e Prefeituras Municipais.

Sebastião Fernandes Gurgel, técnico judiciário do Tribunal de Justiça do RN, no momento está cursando Direito na UnP, é natural de Alexandria/RN, mora em Natal.

                                                                     Foto: Caleb Garcia
Dudé Viana, Caleb Garcia e Tião Gurgel

 Sebastiana Gurgel Carneiro (Dona Sinhazinha), 91 anos, viúva do saudoso Vicente Gurgel Carneiro, e filha de Canuto Gurgel do Amaral e Joana Gurgel de Melo, fundadores de São Bento do Bufete, atual Janduís.

                                                           Foto: Caleb Garcia

                                                          Leila, Dona Sinhazinha e Ceuzita (mãe de Leila).

Vitor Paulo Gurgel Carneiro, filho de dona Sinhazinha, tem um excesso de memória que os mais próximos o chamam de computador humano. É aposentado do INSS por esse motivo e mora em Natal com sua mãe.

                                                    Foto: Caleb Garcia
Vitor Paulo curtindo o aniversário da prima

Altos "papos" sobre casamento, amor, o que pode e o que não pode, na avaliação do solteirão, Vitor Paulo, ladeado pela professora Gina Benevides e a empresária Ridália Benevides. Tudo com muito humor!

                                                       Foto: Caleb Garcia
                                              Gina Benevides. Vitor Paulo e Ridália Benevides


O estudante Erick Gurgel, filho de Gina Benevides, prestigiou o aniversário da prima.


                                                 Foto: Caleb Garcia
                                                           Erick Gurgel e Caleb Garcia.

Para finalizar este dia de festa e muita folia, deixo esta imagem do riso de três primos e amigos que sempre arranjam um motivo para viver a vida sorrindo! Mas quem pagou a conta do Farol Bar?

                                              Foto: Ridália Benevides
                                         Dudé Viana, Neta Gurgel e Caleb Garcia - hora da saída do Farol Bar.


domingo, 26 de fevereiro de 2012

Espaço Cultural “Bocal Bar” – Um Point do Sertão em Natal


                           Localizado na Rua Sucupira, número 320, em Nova Parnamirim, na grande Natal, o espaço cultural “Bocal Bar” do músico Cláudio Saraiva é um lugar de diversão e lazer para ativistas culturais e congrega grande parte da comunidade patuense residente ou visitante em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

                                                                                               Foto: Epitácio Andrade
“Bocal Bar” na Rua Sucupira em Nova Parnamirim


                              Grande parte da formulação do livro “A Saga dos Limões – Negritude no Enfrentamento ao Cangaço de Jesuíno Brilhante”, do médico e pesquisador social Epitácio de Andrade Filho aconteceu nas dependências deste espaço cultural. Ainda no formato de “boneca”, o livro foi apresentado ao economiário e fomentador cultural Francimar Godeiro, “Atimar”, no espaço “Bocal Bar”.

Foto: Luiz Eduardo
 Autor de A Saga dos Limões apresentando a “boneca” a Atimar
                              Funcionando de 4ª-feira a domingo, a partir das 10 horas, o espaço cultural “Bocal Bar” serve diversas bebidas e variados tira-gostos, além de apresentar sempre uma programação cultural, incluindo a intervenção musical do proprietário Cláudio Saraiva, que recentemente, recebeu para um bate papo o cantor e escritor caraubense Dudé Viana.

                                                                                               Foto: Epitácio Andrade 

Proprietário Cláudio Saraiva recebendo o escritor Dudé Viana

                           Para o funcionamento do “Bocal Bar”, Cláudio Saraiva recebe o apoio de amigos e familiares, que comparecem assiduamente as atividades desenvolvidas no espaço cultural.


      Foto: Epitácio Andrade
Fachada principal do “Bocal Bar”

                              Um freqüentador do Espaço Cultural “Bocal Bar” é o advogado e auditor fiscal pauferrense Fernando Diógenes Júnior. “Sempre deixo meu carro num lava-jato da Avenida Airton Sena, caminho um pouco até o Bocal Bar, para participar das atividades do espaço cultural, além de curtir toda a simpatia do proprietário Cláudio Saraiva”, comentou Diógenes Júnior sobre as vantagens de freqüentar o point do sertão na grande Natal.

                                                                                                           Foto: Epitácio Andrade
Advogado Fernando Diógenes Júnior

                              Para o desenvolvimento das atividades culturais, são distribuídas mesas e cadeiras na área sombreada por árvores, de forma que os freqüentadores permanecem confortáveis e participantes.

                                                                                                       Foto: Epitácio Andrade
Área sombreada do Bocal Bar



                           Nestes próximos dias, o Espaço Cultural “Bocal Bar” estará programando diversas atividades culturais, como shows musicais, exposições artísticas e rodas de conversas culturais.


Texto de Epitácio Andrade. Editado por Dudé Viana


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Mais de uma Centena de Pessoas no Encontro da Família Limão

                           Na noite do último dia 07 de Fevereiro, na Serra de Luís Gomes, no alto oeste potiguar, o escritor Epitácio de Andrade Filho conseguiu reunir mais de uma centena de pessoas da Família Limão, cujos membros ficaram imortalizados na literatura sobre o cangaço, como os principais algozes do cangaceiro Jesuino Brilhante (1844-79).

                                                                                                                         Foto: Epitácio Andrade
Arco de entrada da Serra de Luís Gomes

                             A platéia do encontro cultural esteve constituída por delegações das cidades de Pau dos Ferros, Major Sales, Caicó, além de Luís Gomes, municípios do Rio Grande do Norte, que também foram sítios de ação do cangaço dos “Brilhantes com os Limões”, na segunda metade do século XIX.

                                                                                                                                   Foto: Sgt Piragibe
Auditório lotado em Luís Gomes

                          O Museu “Escravo Jacó” foi gentilmente cedido para a realização sócio-cultural, pelo professor de história e vereador Luciano Pinheiro, que fez a abertura dos trabalhos da noite e deu as boas vindas às delegações participantes.

                                                                                                                               Reprodução: Tiara Andrade
Professor Luciano Pinheiro dá boas vindas aos presentes

                                       O sargento William Felix Andrade, que é primo do médico psiquiatra e pesquisador social Epitácio de Andrade Filho, apresentou o autor de “A Saga dos Limões – Negritude no Enfrentamento ao Cangaço de Jesuíno Brilhante” aos membros da Família Limão, presentes ao evento histórico-cultural.

                                                                                                              Reprodução: Tiara Andrade
Sargento Andrade apresentando o autor de “A Saga dos Limões”

                                    A Família Limão recebeu festivamente o capitão médico Epitácio de Andrade Filho, que convidou à mesa principal o empresário Raimundo Nonato, representando a família de Pau dos Ferros; a professora Consolação Limão, representante do clã no município de Major Sales; a octogenária Ana Limão, pertencente aos Limões de Luís Gomes; e o construtor civil José Rodrigues Alves (Zé Limão), natural de Patu e residente em Caicó, dando conformação a heterogeneidade da família, que resistiu ao recrutamento forçado para a Guerra do Paraguai (1865-70), participou da Insurreição dos Quebra-quilos (1874-75) e enfrentou o cangaço de Jesuíno Brilhante (1871-79).

                                                                                                                  Reprodução: Tiara Andrade
Escritor Epitácio Andrade caminha entre os Limões

                                   Tendo a mesa dividida com a Família Limão, o escritor Epitácio Andrade estimulou intervenções orais dos representantes familiares: O empresário Raimundo Nonato Limão lembrou a descendência cabocla, remanescente indígena e da negritude da família, ressaltando o seu caráter libertário; a matriarca Ana Limão, agradecendo a presença de seus consangüíneos, afirmou que estava muito feliz com os reencontros; a professora Consolação Limão, dizendo-se emocionada com aquela vivência existencial, informou que levará o conjunto do conhecimento histórico apresentado para o seu ambiente de trabalho; e, finalmente, Zé Limão afirmou que aquele momento era uma experiência de paz, como serão os caminhos do futuro das novas gerações da família. 

                                                                                                                  Foto: Sgt Piragibe
Dr. Epitácio Andrade dividiu a mesa com a Família Limão

                             Trinta anos após serem fotografados pelo pesquisador Emanoel Cândido do Amaral, nas proximidades do Saco dos Limões, na zona rural de Patu/RN, José Rodrigues Alves (Zé Limão) e seus filhos Ângelo Márcio e Macélio Cordeiro Alves Limão posaram para fotografia histórica no encontro da Família Limão, em Luís Gomes, com o autor de "A Saga dos Limões", sob os olhares de Aucides Bezerra de Sales (no telão), parceiro de Emanoel em "Jesuíno Brilhante em história de quadrinhos".

                                                                                                                               Foto: Sgt Piragibe
O Autor, os limões de Patu e Aucides Sales no Telão

                              O encontro da Família Limão foi prestigiado pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O tenente Júlio Batista, comandante da Companhia de Luis Gomes, compareceu ao evento cultural acompanhado pelo sargento William Felix Andrade, comandante do destacamento de Major Sales, que apresentou aos presentes o autor de "A Saga dos Limões". O capitão médico Epitácio Andrade resgatou a memória do cabo Preto Limão, comandante da emboscada fatal que culminou com a morte do cangaceiro Jesuíno Brilhante, no Serrote da Tropa, em São José de Brejo do Cruz/PB, no ano de 1879.

                                                                                                                               Foto: Sgt Piragibe
Tenente Júlio Batista e Sargento Andrade

                             Durante o encontro sócio-cultural, foi apresentado o documentário “O Lugar da Morte de Jesuíno Brilhante”, do pesquisador Epitácio Andrade, que serviu de referência documental para a dissertação de mestrado: “Lugares de Memória – Jesuíno Brilhante e os Testemunhos do Cangaço no Oeste do Rio Grande do Norte e Fronteira Paraibana”. No elenco da produção audiovisual estão o cidadão centenário Mário Valdemar Saraiva Leão, principal testemunha da história oral do cangaço dos Brilhantes com os Limões, e a benzedeira patuense Francisca de Mica, cultuadora da oração de fechamento de corpo utilizada na época do cangaço jesuínico.

                                                                                                       Reprodução: Tiara Andrade
Benzedeira Francisca de Mica e Seu Mário Saraiva (2005)

                              Outra produção audiovisual exibida no encontro foi um documentário da Rede Potiguar de Televisão (RPTV), sob o título: “Cangaço e Negritude”, dirigido pela Jornalista Ana Paula Lopes, que registra o lançamento de “A Saga dos Limões”, nas cidades de Currais Novos, Acari, Caicó, Messias Targino e Patu, no Rio Grande do Norte, além de Catolé do Rocha, no estado da Paraíba.

                                                                                                                    Foto: Sgt Piragibe
Logomarca da RPTV

                             A sessão de autógrafos de "A Saga dos Limões", no final do encontro da Família Limão, foi acompanhada por vídeo clip do cantor Dudé Viana exibido no telão do Museu Escravo Jacó, e foi produzido durante o lançamento do livro na Câmara de Vereadores de Pau dos Ferros.


                                                                                                                  Foto: Sgt Piragibe
Vídeo clip do cantor Dudé Viana

                              O escritor Epitácio Andrade autografou o primeiro livro para a matriarca Ana Limão, oferecendo com a seguinte dedicatória: “A Dona Ana Limão, uma lembrança da história de nossos antepassados”.

                                                                                                                       Foto: Sgt Piragibe
Autógrafo para Dona Ana Limão

                               A Família Limão permaneceu participante até o final do encontro histórico, na Serra de Luís Gomes, no alto oeste potiguar, compondo extensa fila na sessão de Autógrafos dos últimos exemplares de “A Saga dos Limões”, que se encontra com a primeira edição esgotada.

                                                                                                        Foto: Sgt Piragibe
Sessão de autógrafos no encontro da Família Limão

                              Para o escritor Epitácio de Andrade Filho, que se disse ensimesmado com o encontro do dia 07 de fevereiro, no alto da Serra de Luís Gomes, no extremo oeste do Rio Grande do Norte, “não restam dúvidas que a família Limão compõe parte do patrimônio histórico nacional”.

Texto de Epitácio Andrade


terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Deífilo Gurgel - um homem de alma pacificadora

 O poeta e folclorista Deífilo Gurgel, que faleceu na manhã desta segunda-feira, 6 de fevereiro, às 11h50, em decorrência de falência múltipla dos órgãos, após 17 dias internado na UTI do hospital PAPI, em Natal, foi velado na tarde de ontem na Capela Central do Cemitério Morada da Paz, em Emaús, onde foi sepultado às 21h sobre aplausos de familiares, amigos e autoridades. O escritor que nasceu em 1926, completaria 85 anos em 22 de outubro.

Foto: Alex Régis
"No ano passado, em entrevista à TRIBUNA DO NORTE,
Deífilo disse que ainda havia muita coisa para se pesquisar no Estado".


Professor universitário, folclorista, poeta e escritor, Deífilo Gurgel deixa um legado de grandes obras sobre os diversos movimentos da cultura popular norte-rio-grandense. Obras como os livros “Cais da Ausência” (1961), “Os Dias e as Noites” (1979), “7 Sonetos do Rio e Outros Poemas”(1983), “Areia Branca, a Terra e a Gente”, e ainda de poesia “Os Bens Aventurados”(2005). Natural da cidade de Areia Branca, o escritor mantinha uma forte ligação com sua cidade mesmo residindo em Natal há décadas.

“O mais velho de nove irmãos, Deífilo Gurgel "deixa um vácuo no cenário cultural", analisa o jornalista Tarcísio Gurgel, 66. "De sua geração, restam duas figuras importantíssimas: Dorian Gray Caldas e Sanderson Negreiros, baluartes que sustentam o elo entre as gerações." O caçula dos Gurgel se emociona ao lembrar da generosidade do irmão: "Seu humor contagiava, tinha um zelo pelas pessoas e pela Cultura que comovia; um mestre que vibrava junto sem passar a mão na cabeça. Lembro que quando ensaiava meus primeiros versos, me deu régua, compasso e um conselho: 'já pensou em escrever contos?' Tinha um senso acurado". – Tribuna do Norte (07/02/2012).

O poeta e folclorista deixa família: Zoraide de Oliveira Gurgel, esposa, e os filhos Káthia, Carlos, Mário Sérgio, Gardênia, Fernando, Cláudia, Alexandre, Marcelo e Ana Márcia. E mais três obras em andamento para ser lançadas.
 Tive a satisfação de conhecer Deífilo Gurgel, pessoalmente, em 1979, quando ele era diretor do Centro de Promoções Culturais da Fundação José Augusto, ano em que este cantor e compositor e vários colegas de profissão também tiveram a oportunidade de apresentar seus shows no “Circo da Cultura”. Mas depois que ele saiu da FJA, o Circo da Cultura acabou... Os anos foram se passando e só na década passada fizemos duas canções em parceria “O Pilão Sertanejo” e “Enchente”, poemas musicados por mim e que me orgulho muito desta parceria. Deífilo Gurgel - um homem de alma pacificadora, que amava a humanidade, e principalmente, as pessoas mais humildes.
Foto: Fábio Cortez/Diário de Natal
                            "Aos 84 anos, pesquisador se prepara para o lançamento de
                                    O Romanceiro Potiguar".  Diário de Natal, Muito
                                     Edição de terça-feira, 24 de janeiro de 2012.